Apneia do Sono, será que eu tenho?

Entenda a apneia do sono, e saiba como ela pode afetar sua saúde e qualidade 

A apneia do sono, se caracteriza como uma doença crônica que obstrui de forma parcial ou completa as vias respiratórias, causando de forma temporária repetidas paradas respiratórias enquanto a pessoa dorme. 

No Brasil estimasse que 33 a 35% da população independente do sexo, sofre com algum nível de apneia ou hipopneia que é uma redução menor do fluxo de ar. Essa condição pode ser mais constante em adultos acima de 65 anos, porém, não é uma exclusividade, sendo diagnosticada também em crianças. Quando falamos em pessoas obesas esse número chega a atingir 60% dos indivíduos. 

Alguns sintomas da apneia do sono podem ser confundidos comumente com situações normais, porém entende-se que entre 85 a 90% das pessoas que sofrem de alguma forma com isso, nunca foram diagnosticadas de maneira correta. As características mais comuns são: Ronco alto e frequente; ronco irregular, sensação de sufocamento, durante o período de sono e sonolência e sensação de cansaço ao longo do dia, ocasionado por um sono agitado não permitindo que o corpo consiga descansar. 

Diversas causas podem serem responsáveis pelo surgimento da apneia, desde físicas como os músculos da garganta e da língua relaxarem mais do que o normal, como a grande quantidade de tecido mole na região da garganta dificultando em manter-se aberta, como condições que afetam de forma direta a saúde da pessoa. Obesidade; alteração no tamanho da amídala e das adenoides; congestão nasal; consumo de álcool e fumo são alguns dos principais causadores da doença. 

Muito mais do que afetar a qualidade do sono, a apneia do sono pode ocasionar ou agravar alguns outros problemas para a saúde, entre elas, doenças parcialmente letais, que são associadas diretamente ao risco de hipertensão, derrames, diabetes e arritmias cardíacas. O diagnóstico médico é realizado através do exame de polissonografia, que monitora a qualidade do sono por meio de equipamentos eletrônicos. Sendo classificada em três níveis diferentes: Leve: 5 a 14 apneias por hora, Moderada: 15 a 29, e Grave: 30 ou mais.

Considerado um dos principais tratamentos contra a apneia do sono o uso de CPAP desobstrui as vias respiratórias por meio de uma passagem constante de ar e pressão. Você pode encontrar diversos modelos disponíveis diretamente no site da CAF. São diversas opções que se adequam da melhor forma ao seu tratamento. A CAF oferece um atendimento único e diferenciado prestando todo o suporte necessário por especialistas. 

Dormir bem melhora o humor: Aprenda como cuidar do seu sono

Dormir não apenas auxilia no descanso físico, mas também é responsável por afetardiretamente a qualidade do nosso humor. Você já sentiu o tão ...

A importância de dormir bem

Estamos finalizando mais uma semana do sono, e vamos abordar e explorar mais sobre a importância de dormir bem. E como as noites saudáveis são resp...

Conforto e bem-estar: Cuidados especiais para seus pés!

Cuidar dos pés adequadamente evita dores, desconfortos e complicações em outras regiões como joelhos, quadris e coluna Você com certeza cuida da ...